Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections

Projecto Légua da Póvoa - LIPOR

A partir de 2010 a Póvoa de Varzim vai contar com um equipamento pioneiro no nosso país, situado na freguesia de Laundos.

Légua da Póvoa foi apresentado a 8 de Fevereiro 2008, na Junta da Freguesia. Este foi o nome escolhido para o novo aterro sanitário, localizado em Laundos, e que vai respeitar o princípio do Carbono 0. Um projecto pioneiro no nosso país que, além de todos os benefícios ambientais, vai criar cerca de 40 postos de trabalho e construir novas acessibilidades à auto-estrada A28, que vão beneficiar também o concelho vizinho, Barcelos. Esta será mesmo a primeira fase do projecto. Apenas depois de todas as acessibilidades estarem prontas é que o novo aterro sanitário, bem como todo o equipamento e edifícios de apoio, começará a ser construído.

Está previsto que as obras arranquem em Março 2008. Segundo o calendário, todas as acessibilidades vão estar concluídas em Dezembro. Em Fevereiro de 2009 começa a ser construída a Légua da Póvoa. No Verão de 2010 o Centro Ambiental de Laundos poderá entrar em funcionamento.

José Macedo Vieira, presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, disse que a preocupação pelo tratamento de resíduos sólidos foi sempre uma constante nos seus mandatos. Com a Légua da Póvoa este cuidado pelo meio ambiente toma forma. O autarca explicou ainda que vai haver um grande rigor na envolvência paisagística do novo aterro sanitário, tornando-o um local aprazível e com espaços verdes para os munícipes poderem usufruir. De facto, dos 60 hectares que constituem o Centro Ambiental de Laundos, 20 vão ser coberto vegetal.

Fernando Leite, presidente da Administração da Lipor, responsável por este projecto, explicou que a Légua da Póvoa foi estudada durante dois anos. “O nosso próximo projecto é sempre o nosso melhor projecto”, afirmou o administrador. Desta forma, “vamos trazer os melhores especialistas para a criação deste Centro Ambiental que é um projecto de excelência”.

As principais actividades do novo aterro sanitário vão ser: admissão de resíduos; operações no aterro sanitário (compactação e cobertura diária com escória); monitorização (inspecção periódica das telas e outras infra-estruturas); operações nas restantes instalações (Ecocentro; Estação de Transferência; Plataforma de Triagem de Resíduos Volumosos e ETAL); transporte de recicláveis e indiferenciados para as unidades Lipor; manutenção do antigo aterro; construção de poços de drenagem.

A Légua da Póvoa, concebida para as pessoas, terá como símbolo um coração verde que expressa a componente humana deste pioneiro projecto ambiental.