Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections
Destaque

Dia Nacional da Proteção Civil celebrado na Póvoa de Varzim

Póvoa de Varzim, 01.03.2013 - Comemora-se, hoje, 1 de março, o Dia Nacional da Proteção Civil e o Município da Póvoa de Varzim assinala a data com diferentes iniciativas.

Notícias

Dia Nacional da Proteção Civil celebrado na Póvoa de Varzim

Póvoa de Varzim, 01.03.2013

Póvoa de Varzim, 01.03.2013 - Comemora-se, hoje, 1 de março, o Dia Nacional da Proteção Civil e o Município da Póvoa de Varzim assinala a data com diferentes iniciativas.

Durante a manhã, decorreu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, uma sessão que contou com a intervenção de Aires Pereira, Vice-Presidente e Vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal, e com a participação de Eunice Silva, da Autoridade Nacional de Proteção Civil – CDOS Porto, Ilda Cadilhe, Comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim e Valter Carvalho, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera – Instituto de Meteorologia.

A sessão terminou com a assinatura de um protocolo entre o Município da Póvoa de Varzim e a Associação GOBS – Grupo Operacional de Busca e Salvamento, com o objetivo de contribuir para uma melhor e mais eficaz atuação em cenários de emergência.

Até às 18h00, está patente, na Praça do Almada, a Exposição – Proteção Civil na Póvoa de Varzim com Equipamentos, Viaturas de Segurança, Proteção e Socorro, do Serviço Municipal de Proteção Civil da Póvoa de Varzim.

Sobre as iniciativas organizadas, Aires Pereira afirmou que servem, fundamentalmente, para continuarmos com a nossa sensibilização junto da população escolar, utilizando o Dia Nacional da Proteção Civil para mobilizarmos todos os equipamentos que, de alguma forma, motivam as nossas crianças para criarmos uma verdadeira cultura de proteção civil.

O autarca informou que 23 das escolas do concelho já têm planos aprovados de evacuação e, portanto, há nas escolas, também, uma preocupação muito grande no que se refere à sensibilização para estas questões da proteção civil.

Aires Pereira considera que a Proteção Civil não é de todo uma responsabilidade só das entidades oficiais e, assim sendo, “nada melhor do que começarmos pelos mais novos, que estão em fase de aprendizagem, para criamos melhores cidadãos e uma sociedade mais segura, fazendo-o através das nossas escolas. Portanto, fazemos questão de assinalar este dia, aqui na Câmara Municipal, trazendo sempre alguém para abordar temáticas na área da Proteção Civil, mas também pretendemos que as escolas passem pela exposição e, de alguma forma, vão ficando sensibilizados para a Proteção Civil e Voluntariado.

E a propósito do Voluntariado, o Vice-Presidente revelou que, na Póvoa de Varzim, grande parte destas instituições, como é o caso dos GOBS, com quem assinamos, hoje, um protocolo de colaboração, é tudo gente que pratica voluntariado e esse é um valor que a sociedade portuguesa e a comunidade poveira não devem esquecer como forma de resolução de grande parte dos nossos problemas.

Sobre o protocolo estabelecido com GOBS, esclareceu que este Grupo tem uma participação internacional e uma experiência muito grande em áreas muito específicas e em situações de catástrofe quase que limite, temos a sorte e a felicidade de estarem sediados na Póvoa de Varzim, e entendemos que é um complemento fundamental para todos os atores que estão ligados à Proteção Civil a entrada de mais esta organização, que é uma ONG. Nesse sentido, realçou a importância de podermos recorrer à experiência e ao equipamento deles.

Unir é a nossa palavra de ordem, de modo a criamos cada vez melhores condições de segurança para os nossos cidadãos e podermos dizer, com toda a confiança, que o concelho da Póvoa de Varzim é seguro, concluiu.

“O Cidadão: Primeiro Agente de Proteção Civil” deu mote à exposição de Aires Pereira que referiu que “a Proteção Civil é um sistema, com múltiplos agentes, valências e instrumentos de atuação. Um sistema no qual cada cidadão é a primeira peça de uma engrenagem complexa, mas necessariamente dotada de rotinas e de procedimentos regulados e testados que permitem o seu funcionamento com a agilidade requerida. Prevenção e precaução são duas atitudes que todos devem ter sempre presentes como primeiro sinal de integração no sistema. Um cidadão consciente dos riscos e do contributo que pode dar para os evitar ou para atenuar as suas consequências e que, no seu dia-a-dia, sabe evitar comportamentos que podem pôr em causa a sua segurança e a daqueles que lhes estão próximos, é, à partida, um agente ativo de proteção civil”.

Eunice Silva falou sobre o trabalho promovido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, mais concretamente, junto das escolas, e Ilda Cadilhe referiu-se à missão e atividades desenvolvidas pelos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, junto da comunidade. Valter Carvalho abordou os “Eventos Climáticos Extremos”.



Galeria de Imagens