Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections
Destaque

São Pedro desafia nuestros hermanos para a festa

Póvoa de Varzim, 08.06.2011 - Foi apresentado, esta manhã, por Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, o programa de São Pedro.

Notícias

São Pedro desafia nuestros hermanos para a festa

Póvoa de Varzim, 08.06.2011

Póvoa de Varzim, 08.06.2011 - Foi apresentado, esta manhã, por Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, o programa de São Pedro.

 

Participaram, na sessão, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os representantes das associações de bairro que, como referiu Luís Diamantino, “são as principais componentes destas festas”.

Convicto de que “são cada vez mais os que vêm à Póvoa no São Pedro e que há pessoas que todos os anos vão redescobrindo esta festa única no país”, o autarca anunciou que haverá uma incursão de todos os bairros a Santiago de Compostela, no dia 18 de Junho, “para vender turisticamente esta festa. Vamos à Galiza vender as festas de São Pedro”, revelou.

“Irão os pares todos de uma rusga normal, ou seja, serão vinte e quatro pares, quatro de cada rusga. Teremos uma conferência de imprensa na sede do Turismo Porto e Norte de Portugal, de que somos também membros e, para além disso, levaremos pacotes turísticos dos nossos hotéis para promover a cidade e a sua oferta. A rusga irá actuar nas ruas de Santiago de Compostela e irá distribuir material promocional da nossa terra com o objectivo de captar turistas. Levaremos também algumas recordações da cidade como uma lata de sardinha da fábrica de conservas “A Poveira” com a mensagem da Póvoa de Varzim. Isto resulta de toda uma concertação com os bairros e com a Câmara Municipal no sentido de promovermos o concelho de uma forma singular. No próximo ano, pensamos ir não só a Santiago de Compostela mas também a Guimarães, capital da cultura”, explicou Luís Diamantino.

Sobre a imagem promocional adoptada para este ano, Luís Diamantino disse que “foi bem conseguida, é bastante colorida, e contém uma polissemia muito grande porque permite fazer várias leituras, desde a sardinha à fogueira ou até a vela da Lancha Poveira”.

Cartaz SPedro2011

O programa de São Pedro tem início no próximo dia 25 de Junho, com o Festival de Folclore FestiPóvoa, no qual irão participar “os melhores grupos folclóricos do país”. O festival é organizado pelo Rancho Poveiro, que este ano celebra 75 anos e no Dia da Cidade será homenageado pelo Município. Entre outras actividades, o programa comemorativo do Rancho Poveiro contempla uma exposição, no Museu Municipal, intitulada “Ícones e Memórias da Póvoa de Varzim Piscatória” e outro momento singular, uma conferência com professor universitário Armando Coelho, afirmou.

A 27 de Junho são os mais novos que, no Auditório da Lota, recriam as rusgas, uma tradição poveira bastante emblemática, na iniciativa S. Pedrinho e a Pequenada. Os alunos dos jardins-de-infância do concelho envergam os trajes tradicionais, cantam as músicas típicas e imitam as coreografias num ambiente festivo à beira-mar.

É neste dia também que são inaugurados os tronos espalhados pelos seis bairros da cidade (Mariadeira, Regufe, Belém, Norte, Sul e Matriz) que embelezam os espaços e revelam a veneração da comunidade pelo Santo. “O trono é elemento muito característico e cada bairro trabalha para transmitir a sua mensagem”, constatou Luís Diamantino.

O auge das festividades é a 28 de Junho, naquela que é, sem dúvida, a noite mais longa e animada do ano para os poveiros, a Noitada de São Pedro. Até ao amanhecer, a música e a dança animam o espírito enquanto as sardinhas e o vinho confortam o estômago.

As solenidades religiosas das Festas de São Pedro cumprem-se no dia 29 com a celebração da Missa de São Pedro, na Igreja da Lapa, e a Procissão que sai da Igreja Matriz e recolhe na Igreja da Lapa, incorporando os três Santos Populares: São Pedro, Santo António e São João. À noite, o Estádio do Varzim acolhe o Espectáculo das Rusgas protagonizado pelos diferentes bairros que, rivalidades à parte, se unem numa actuação conjunta, a Marcha de São Pedro. “Este ano, a comissão dos bairros propôs que fosse integrada neste espectáculo uma rusga formada por componentes do MAPADI para mostrar a inclusão desta instituição nas festividades da cidade”, divulgou o autarca. Lançado do Alto Martim Vaz, o Espectáculo Piromusical encerra os festejos deste dia.

No dia 2 de Julho, haverá o Desfile Nocturno das Rusgas, na Avenida dos Banhos, que é, como afirmou Luís Diamantino, “uma última actuação muito pretendida pelos bairros e que se compreende porque há sempre muito investimento por parte das associações para actuarem numa única noite. Assim, há três momentos altos em que mostram o trabalho feito durante todo o ano, numa entrega total e esforço imenso”.

O desporto põe fim ao programa com o XXIII Grande Prémio de Atletismo de S. Pedro, com partida da Avenida dos Banhos, e o jogo de Futebol entre a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia, no Estádio Municipal.

Mas há ainda, diversas actividades paralelas que são descritas no programa.