Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections

Rui Vieira Nery na abertura do 39º FIMPV

No dia 7 de julho, sexta-feira, às 21h45, irá realizar-se, no Cine-Teatro Garrett, a Conferência de abertura do 39º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV).

Notícias

Rui Vieira Nery na abertura do 39º FIMPV

Póvoa de Varzim, 04.07.2017

No dia 7 de julho, sexta-feira, às 21h45, irá realizar-se, no Cine-Teatro Garrett, a Conferência de abertura do 39º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim (FIMPV).

“Monteverdi e a Construção da Ópera Barroca” será o mote desta conferência proferida por Rui Vieira Nery no âmbito do 450º aniversário do nascimento do compositor.

«A emergência da Ópera na História da Música Europeia tem as suas primeiras manifestações no círculo de intelectuais, literatos e músicos que se reúne em Florença nas últimas décadas do século XVI para discutir novas possibilidades de associação expressiva entre música, poesia e drama. As primeiras experiências de apresentação pública, em 1589, conduzem às primeiras óperas de Peri e Caccini, a Dafne e a Euridice, em Florença, bem como à Rappresentatione di anima e di corpo de Cavalieri, em Roma. Mas a verdadeira prova de maturidade do novo género surge na corte de Mântua com o Orfeo (1607) e a Arianna (1608) de Claudio Monteverdi (1567-1643), que constrói pontes entre as novas técnicas do recitativo e da melodia acompanhada e as tradições de polifonia vocal e instrumental anteriores. Será ainda Monteverdi que, já em Veneza, operará a transição desta fase experimental ainda enquadrada no gosto Maneirista, para um novo estilo de convenções formais mais definidas em que assentará toda a evolução futura da Ópera Barroca, sobretudo a partir da abertura do primeiro teatro público de Ópera, o Teatro de San Cassiano, em 1637, e das óperas finais do compositor, Il retorno d’Ulisse in patria (1640) e L’incoronazione di Poppea (1643).»

 

Rui Vieira Nery nasceu em Lisboa em 1957. Iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Santa Cecília e prosseguiu-os no Conservatório Nacional de Lisboa. É Licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa (1980) e Doutorado em Musicologia pela Universidade do Texas em Austin (1990), que frequentou como Fulbright Scholar e bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian. É presentemente Professor Associado da Universidade Nova de Lisboa e Investigador do Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos de Música e Dança e do Centro de Estudos de Teatro, bem como Diretor do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas. Como musicólogo e historiador cultural, é autor de diversas obras sobre Música erudita portuguesa no período do Antigo Regime e sobre Música Popular urbana dos séculos XIX a XXI, bem como de largo número de artigos científicos publicados em revistas e obras coletivas especializadas, tanto portuguesas como internacionais. Exerce também uma atividade intensa como conferencista, no plano nacional como em vários países da Europa, nos Estados Unidos e no Brasil. É Académico Correspondente da Academia Portuguesa da História e da Academia de Marinha, Membro do Parlamento Cultural Europeu e Membro Honorário do Fórum Ibero-americano de Artistas e Intérpretes, e foi agraciado, entre outras distinções, com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique, as Medalhas de Mérito dos Municípios de Lisboa e da Póvoa de Varzim e o Prémio Internacional CICOP de Património Cultural Imaterial. Desempenhou as funções de Secretário de Estado da Cultura no XIII Governo Provisório e é atualmente Membro Individual do Conselho Nacional de Cultura.

 

Estão à venda em www.bol.pt e no Cine-Teatro Garrett (bilheteira 10h30 – 12h30 / 15h30 – 17h30), os bilhetes para os concertos do Festival. O ingresso, por espetáculo, custa 3,00 € e há ainda a possibilidade de adquirir bilhete passe para todos os espetáculos por 25,00 € e a brochura por 5,00 €. A conferência de 7 de julho e os espetáculos incluídos em “Manifestações Paralelas” são de entrada livre. Nos dias dos concertos, também pode comprar os bilhetes nos locais onde se realizam (Auditório Municipal, Igrejas Matriz e Românica de S. Pedro de Rates), a partir das 20h30. Consulte o programa completo aqui.