Tal deve-se ao excelente
trabalho desenvolvido por
José
Ferreira
, autor do nº
16 da colecção “Na Linha do Horizonte – Biblioteca Poveira”, colecção
que, pela primeira vez, conhece dupla edição sendo publicado em português e
inglês, e que foi apresentado no passado sábado, no Centro Paroquial de
Balasar.

“Uma pessoa empenhada, dedicada, com uma
motivação que raia a motivação da fé”, assim se referiu o vereador do Pelouro
da Cultura, Luís Diamantino, a
José Ferreira, “
o maior divulgador do concelho da beata Alexandrina. Sobre o livro, Luís
Diamantino considerou “que é um livro que se lê muito bem e que depois de o
lermos saímos enriquecidos com a fé que a beata nos dá”, “é um veículo de
difusão da vida de Alexandrina e de promoção da Póvoa de Varzim”, concluiu. Também
Fernando Souto, responsável pela apresentação da obra e do autor, referiu que
este livro “é um roteiro, uma peregrinação espiritual pela vida da beata”, “um
contributo para a internacionalização da causa de Alexandrina”.

A rede de conhecimento de Alexandrina
através de publicação literária está a começar a propagar-se com esta recente
edição, no entanto, já são muitos os elogios recebidos pelo autor. Alguns
deles,
José Ferreira partilhou com os presentes na sessão de lançamento de
“Até aos Confins do Mundo”. Foi o
caso da apreciação vinda de Itália, da decana dos estudos da Beata Alexandrina,
a quem dedicou cerca de quinze livros e que a conhece como ninguém: “Até aos
Confins do Mundo
é uma obra maravilhosa de muitos pontos de vista:
belíssimas fotografias, belíssima a antologia poético-mística, interessantes
muitas notícias de carácter histórico, riquíssima e ordenada bibliografia! Penso
que mil exemplares serão poucos: insista numa nova edição!”. O autor não
resistiu a revelar o elogio feito pelo tradutor da obra, Leo Madigan, Barão do
Lumiar. Este, para além de exaltar a excelente qualidade do livro, reconheceu
que Até aos Confins do Mundo mergulha
gradualmente o leitor no universo de Alexandrina ao invés de, como em outros
livros, lançá-lo para um mundo de misticismo vazio de valor.

A todo a mundo chegará o nome de Alexandrina
através da publicação municipal da obra Até
aos Confins do Mundo
de
José Ferreira, que em 2001 “descobriu” a Beata Alexandrina, dedicando,
desde então, grande parte do tempo ao seu estudo. Para além de escrever em
jornais poveiros, lançou, em 2004, o livro antológico Vinde Todos…à
Descoberta de Alexandrina
e integrou o Secretariado para a Beatificação da
Alexandrina de Balasar. Actualmente, presta apoio a estudiosos da Beata de
vários países e escreve no site oficial a ela dedicado, em alexandrinabalasar.free.fr, site
que em Setembro
contou com 195 visitas diárias.