O dia bonito de sol trouxe para a rua centenas de transeuntes que, ao longo de toda a marginal entre o Forte de S. João, em Vila do Conde, e o Alto de Martim Vaz, na Póvoa de Varzim, foram incentivando os 318 atletas que participaram na prova. Quem por lá passou testemunhou que o ambiente era de festa e que, de facto, o desporto é o melhor remédio anti-envelhecimento, pois 76 atletas tinham mais de 50 anos. Quanto a participantes femininas, apenas 21 decidiram disputar esta prova de dez quilómetros.

Vejamos, então, quais os atletas mais rápidos por escalão: Miguel Moreira (00:33:42), do Escalão A – Juniores e Seniores; Rosa Oliveira (00:39:16), do Escalão B – Seniores Femininos; Baltazar Sousa (00:34:54), do Escalão C – Veteranos Maiores de 40; Luís Faria (00:36:53), do Escalão D – Veteranos Maiores de 45; Eduardo Sousa (00:37:03), do Escalão E – Veteranos Maiores de 50; Abílio Sousa (00:38:34), do Escalão F – Veteranos Maiores de 55.

Aqui poderá consultar toda a restante tabela classificativa.

Mas, nem só de competição se fez a manhã de ontem. O Grande Prémio da Marginal inclui também uma caminhada de cinco quilómetros, uma proposta direccionada para famílias. Se não se inscreveu na edição deste ano saiba que no próximo ano, sempre no mês de Maio, a School-Eventos, organizará a VI edição. Em anos pares a competição parte da Póvoa de Varzim e em anos ímpares, como nesta edição, a prova tem início em Vila do Conde. 

Sempre com espírito de entreajuda presente, o Grande Prémio da Marginal angaria fundos para a Associação Portuguesa de Paramiloidose desde a sua primeira edição.