Pelo Parque de
Merendas de Rates passaram, segundo contas da organização, 500 viaturas, cerca
de 1300 participantes e para cima de 2000 visitantes, números que ultrapassam
os alcançados na edição de 2007.

Organizado por um
grupo de amigos e amantes desta marca de Todo-o-Terreno, o Rates-Billing nasceu da necessidade de criar, em Portugal, um
espaço onde proprietários se pudessem encontrar e trocar ou comprar peças, algo
que era apenas possível em Espanha. A ideia de organizar uma feira rapidamente
deu lugar aquele que se transformou no maior Encontro Anual de Land Rover’s,
com participantes vindos de todo o país e de Espanha. Do género, só existe o
Encontro Ibérico, um evento que ora decorre em Portugal, ora decorre em
Espanha.

Se a sexta-feira foi
dedicada a receber e instalar, na zona de campismo, os participantes que
entretanto começavam já a chegar, a programação de sábado começou, logo pela
manhã, com a Prova de Orientação, que levou largas dezenas de Land Rover’s a
percorrer caminhos rurais e trilhos florestais de Rates, numa prova que não só
testou a capacidade de orientação e perícia dos condutores como as
potencialidades destes veículos todo-o-terreno perante os muitos obstáculos que
apareciam e que, por vezes, obrigavam a encontrar caminhos alternativos. De
forma a que também o público apreciasse este tipo de prova, a organização
construiu uma pista de obstáculos nas proximidades do recinto, que foi
inaugurada no sábado e se manteve aberta até domingo.

Para além das
dezenas de stands de vendas onde, a preços bastante convidativos, se podiam
encontrar não só peças para os veículos, vestuário, material de campismo e
aventura, o recinto incluía também uma zona de lazer e actividades radicais, com
equipamentos como o trampolim, uma parede de escalada e ainda slide. O público
infantil contou ainda com uma tenda onde podiam desenvolver actividades
plásticas. Um concerto, na noite de sábado, e um Passeio Turístico pela Póvoa,
na manhã de domingo, compuseram o restante programa deste VII Rates-Billing.

Robustez,
originalidade e fiabilidade foram os objectivos apontados ao Land Rover por
parte dos participantes. É, na opinião de todos, um veículo mítico que merece
um encontro à sua medida e, justifica, por isso, as largas centenas de
quilómetros que muitos fizeram para participar neste encontro onde o convívio é
o factor mais importante. Para outros, tratou-se de juntar o útil ao agradável,
como o caso de um participante de Castelo Branco que deslocou-se de propósito a
Rates para encontrar peças para o seu veiculo a preços mais baixos.

Para quem visita,
fica o “bichinho” do todo-o-terreno, como afirmou João Oliveira, que assistiu
pela primeira vez ao Encontro. “Não tenho um Land Rover, até porque não fica
barato, mas quis vir pela curiosidade, pelo convívio e até para ver como se
preparam os jipes para entrarem em provas com o grau de dureza que foi
apresentado e que achei fantástico.” Também Maria Ferreira, de Braga, aguçada
pela curiosidade, visitou o recinto: “Amigos meus disseram que este era um
encontro extraordinário e de facto são bons momentos de convívio e também de
aventura”, afirmou.

“É a paixão que todos temos pelos Land Rover’s que
nos move”, explicou um dos membros da organização, que afirmou ainda que um
evento deste género requer um trabalho de preparação que se estende ao longo de
meio ano. Aproveitando ainda para agradecer o apoio incondicional da Câmara
Municipal da Póvoa de Varzim e da Junta de Freguesia de S. Pedro de Rates,
ficou já prometido que, para o ano, algures no mês de Junho, aquela vila volta
a receber o Rates- Billing para a sua
oitava edição.