Desde grupos de jovens e catequese, associações paroquiais, famílias e visitantes ocasionais, todos eles puderam desfrutar de uma exposição onde se revela a riqueza, diversidade e qualidade do património do Arciprestado, realçando a História e passado das comunidades que estiveram envolvidas neste projeto.

Atendendo às muitas solicitações de prolongamento da mostra, esta permanecerá aberta ao público até ao próximo dia 26 de janeiro.

Agora, que a exposição se aproxima do fim, o Museu Municipal acolheu ainda dois notáveis representantes da Igreja. O Cardeal Manuel Monteiro de Castro, penitenciário-mor da Santa Sé, visitou demoradamente a exposição no domingo, dia 29 de dezembro, tendo deixado palavras elogiosas à mesma no Livro dos visitantes do Museu.

No dia 31 foi a vez do Bispo Auxiliar de Braga, D. António Manuel Monteiro Ramos, que realizou a visita acompanhado pela Diretora do Museu Municipal, Deolinda Carneiro, e pelos sacerdotes da Igreja Matriz, Pe. Torres e Pe. Avelino, bem como o Pe. Nuno Rocha das paróquias da Lapa e S. José.

Este prelado escreveu no Livro de Visitantes do Museu:

“A visita à exposição «Credo» proporcionou-me um percurso belo e pedagógico pelos mistérios/verdades fundamentais de nossa fé. O espólio das nossas paróquias deve servir para evangelizar os nossos contemporâneos, tal como foi expressão de fé dos nossos antepassados. Bem hajam pela exposição – Credo –“. (31/12/2013 + António Manuel Monteiro Ramos, Bispo Auxiliar de Braga)