Esta é a segunda iniciativa no âmbito das comemorações dos 250 anos da Igreja da Lapa.

O itinerário tem início  na Praça do Almada com destino à Igreja da Lapa, onde às 19h00 haverá uma atuação do Grupo de Teatro dos Leões da Lapa, em frente à Igreja da Lapa.

Este momento será uma evocação do naufrágio de 27 de fevereiro de 1892, data tristemente célebre e gravada de forma indelével na memória coletiva poveira. A lembrança do naufrágio das quatro lanchas e dos 69 tripulantes que pereceram nesse dia remete-nos para uma das páginas mais negras da nossa história trágico-marítima, mas tem como contraponto o espírito combativo e solidário com que o pescador poveiro fazia frente aos reveses da Natureza. Foi essa força que moldou a fibra dos nossos heróis, dos muitos recordados e de tantos outros caídos no esquecimento. Entre eles conta-se como figura maior a de José Rodrigues Maio, o “Cego do Maio”, personagem ímpar do qual continuamos a celebrar os 200 anos do seu nascimento, precisamente no seio da Comunidade da Lapa.