A obra versa a história do autor, Abel Magalhães, enquanto escritor e poeta, assim como as suas ligações de amizade mais próximas. Por entre as folhas, o leitor encontra perguntas e respostas para o mistério da existência, e recebe um convite para viajar pelo caminho da sua própria vida, abordando os sentimentos de perda, dor, ausência, mas também de amor, “o essencial da vida”.

Nascido na cidade de Bragança, Abel Magalhães mantém uma forte ligação à Póvoa de Varzim, onde participa como cantor no grupo coral da Associação Cultural Capela Marta, há mais de 50 anos. Mantendo, desde os 12 anos de idade, uma “inclinação” para a escrita, mais especificamente para a poesia, fez a sua primeira publicação em livro com “A Preto e Prata”, em 2005.