Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections

Agrupamentos e cravista em estreia no 41º FIMPV

No dia 8 de julho, segunda-feira, estreia-se, no Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, o Quarteto Modigliani. O quarteto de cordas vai atuar na Igreja Matriz.

Notícias

Agrupamentos e cravista em estreia no 41º FIMPV

Póvoa de Varzim, 04.07.2019

No dia 8 de julho, segunda-feira, estreia-se, no Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim, o Quarteto Modigliani. O quarteto de cordas vai atuar na Igreja Matriz.

Formado em 2003, o Quarteto Modigliani ganhou um lugar entre os quartetos mais populares do nosso tempo. Sediado em Paris, comemora o seu 150 aniversário nesta temporada, sendo convidado regular das mais renomeadas salas do mundo.

O quarteto tem gravado para a etiqueta Mirare desde 2008 e lançou 8 CDs, todos premiados e aclamados pela crítica internacional. Em 2014, o Quatuor Modigliani tornou-se Diretor Artístico do Rencontres Musicales d’Evian, um festival criado em 1976 por Antoine Riboud e famoso por seu lendário diretor artístico, Mstislav Rostropovich.

Na terça-feira, dia 9, o agrupamento de metais Salaputia Brass faz, no FIMPV, a sua estreia em Portugal, atuando no Cine-Teatro Garrett.

Cinco jovens músicos da Orquestra Jovem Alemã uniram-se em 2007, vencendo variados concursos internacionais. Neste momento, são vários destes músicos solistas nas maiores orquestras alemãs.

Com o ensemble por eles criado, já tocaram vários concertos na Hamburg Elbphilharmonie, no Schleswig-Holstein Music Festival, no Festspiele Mecklenburg-Vorpommern, sendo também convidados no programa “Stars von Morgen” do canal Arte. Jeroen Berwaerts é louvado pelas excelentes capacidades técnicas e musicalidade, abrangendo o seu repertório todas as épocas, desde barroco à música contemporânea e ao jazz. O trompetista junta-se a este ensemble como solista para um programa muito variado, recentemente gravado em CD para a famosa etiqueta AUDITE.

A 11 de julho, quinta-feira, o cravista Mahan Esfahani estreia em Portugal com a sua atuação na Igreja Românica de S. Pedro de Rates.

Descrito pela revista Gramophone como “um dos mais emocionantes cravistas da atualidade”.

Primeiro e único cravista a ser nomeado como New Generation Artist da BBC (2008-2010), vencedor do Prémio Borletti-Buitoni (2009), e nomeado para Artista do Ano da Gramophone (2014, 2015 e 2017). O seu grande trabalho resultou em recitais na maioria das grandes séries e salas de concerto, entre elas o Wigmore Hall de Londres e o Barbican Centre, Berlin Konzerthaus, entre muitas outras. Gravou quatro álbuns para a etiqueta Hyperion e dois para Deutsche Grammophon, o que faz deste um dos concertos a não perder no FIMPV.

Todos os concertos têm início às 21h45.

Consulte o programa completo aqui e acompanhe o Festival aqui.

Estão à venda na bol e no Cine-Teatro Garrett (bilheteira 10h30-12h30 e 15h30-17h30 de terça-feira a sábado, e a partir das 15h30 em dias de espetáculo), os bilhetes para os concertos do Festival. O ingresso, por espetáculo, custa 5,00 € e há ainda a possibilidade de adquirir bilhete passe para todos os espetáculos por 40,00 € e a brochura por 5,00 €. A conferência de 6 de julho e os espetáculos incluídos em “Manifestações Paralelas” são de entrada livre.

Nos dias dos concertos, também pode comprar os bilhetes nos locais onde se realizam (Auditório Municipal, Igrejas Matriz e Românica de S. Pedro de Rates), a partir das 20h30.