Aires Pereira,
Vice-Presidente da Câmara Municipal, participou na cerimónia comemorativa que
contou com o hastear da bandeira no estádio seguida de romagem ao cemitério
para homenagear os sócios já falecidos.

“Todos os anos,
neste data, aqui se reúne um conjunto de duros e velhos varzinistas que no dia
de Natal vem dizer que está com este clube, mesmo nas circunstâncias difíceis
que tem vivido nos últimos tempos”, constatou Aires Pereira.

Assim sendo, o
Vice-Presidente referiu que “a Câmara Municipal também faz questão de marcar
presença institucional neste dia para continuar a dizer que o Varzim Sport
Clube é e continuará a ser o emblema mais importante que a cidade e o concelho
têm. Sempre que somos chamados a ajudar, cá estamos. Fizemos, há bem pouco
tempo, um jantar que foi uma excelente relação e sinal para que as pessoas
percebam que o Varzim ainda está no coração de todos os poveiros, quer sejam da
cidade ou de fora dela. Há muita gente interessada em ajudar. É necessário que
a direção tenha condições para poder funcionar e para poder cumprir aquilo que
são as suas principais obrigações”.

Aires Pereira
lembrou que “está em curso um processo, na sua opinião, o mais importante de
todos, que diz respeito à regularização das questões fiscais para que depois o
Varzim possa finalmente começar a flutuar e resolver os seus problemas de
fundo. Mas, para isso, é preciso a colaboração de todos”, advertiu.

O Vice-Presidente
considera que alimentar polémicas não ajuda rigorosamente nada nem acrescenta
nada, porque “o Varzim faz-se daqueles que cá estão, daqueles que continuam a
lutar por esta instituição que é muito mais importante do que as pessoas que
por cá vão passando. Portanto, temos todos a obrigação de contribuir para boas
condições de trabalho”.

Aires Pereira
manifestou a sua satisfação em saber que a direção tem vindo a cumprir e
conseguiu liquidar quase todos os salários do mês de novembro, sendo que, para
o efeito foi necessário fazer sacrifícios. As instalações do clube também precisam
de intervenções que tentaremos resolver, assegurou.

O Vice-Presidente
revelou, igualmente, que gostaria que o Varzim entrasse definitivamente num
processo de estabilidade diretiva e que o esforço que está a ser feito pelas
pessoas que dirigem o clube, nesta altura, seja compensado. As direções, os
clubes, as câmaras, as empresas, tudo reflete a imagem do seu presidente e é
nele que confiamos para dirigir esses destinos, afirmou.

Nesse sentido,
dirigiu-se a Pedro Faria dizendo-lhe que “como Presidente desta casa continua a
ter, por parte da autarquia, todo o apoio institucional e logístico que, nesta
altura, é essencial e nós não deixamos de estar presentes sempre que
necessário”.

Pedro Faria,
Presidente do Varzim Sport Clube, manifestou o desejo de que seja mais um
aniversário marcado pela positiva. Assim sendo, referiu-se à nova estrutura
para a parte do futebol que está convencido que “trará muitas alegrias, pois
este clube bem o merece”. O Presidente esclareceu que há uma equipa técnica e
um novo diretor para o futebol, o antigo capitão Alexandre.

Pedro Faria aproveitou
o momento para comunicar que “a direção, com muito sacrifício, já tinha
conseguido pagar mais um mês de ordenado a quase todos os funcionários”. Só com
sacrifícios e com a ajuda de todos conseguiremos que o clube cumpra com o
mínimo possível, pagar aos seus funcionários, concluiu.