O Júri, constituído por Carlos Vaz Marques, Helena Vasconcelos, Isabel Pires de Lima, João Rios e José Manuel Fajardo, selecionou 13 finalistas de uma lista de 170 obras a concurso:

 

A Casa Azul, Cláudia Clemente, Planeta

A Desumanização, de Valter Hugo Mãe, Porto Editora

A Liberdade de Pátio, de Mário de Carvalho, Porto Editora

A Rainha Ginga, de José Eduardo Agualusa, Quetzal

As Leis da Fronteira, de Javier Cercas, Assírio & Alvim

Barba Ensopada De Sangue, de Daniel Galera, Quetzal

Cláudio e Constantino, de Luísa Costa Gomes, Dom Quixote

Da Família, de Valério Romão, Abysmo

Gente Melancolicamente Louca, de Teresa Veiga, Tinta da China

Hereges, de Leonardo Padura, Porto Editora

O Sonho Português, de Paulo Castilho, Dom Quixote

Os Memoráveis, de Lídia Jorge, Dom Quixote

Tudo são Histórias de Amor, de Dulce Maria Cardoso, Tinta da China

  

O anúncio oficial do vencedor deste e dos outros Prémios será feito na Cerimónia de Abertura do Encontro de Escritores de Expressão Ibérica, no Casino da Póvoa. O Prémio, no valor de 20 mil euros, será entregue na Sessão de Encerramento.

Mas, o certame inclui, ainda, outros prémios literários. Até 5 de fevereiro, professores e alunos do 4.º ano de escolaridade do Ensino Básico ainda poderão concorrer ao Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d’ Escritas Porto Editora que, este ano, conta com novo apoio, desta feita, do Diário de Notícias que fará a sua divulgação e fará parte do Júri. Este concurso irá distinguir um conto inédito, em língua portuguesa, escrito e ilustrado por alunos do 4.º ano, num trabalho coletivo supervisionado pelo respetivo professor. Conheça os requisitos para a candidatura e a forma de enviar o conto no Regulamento disponível.

Para além deste, o Encontro irá atribuir o Prémio Literário Correntes d’Escritas Papelaria Locus ao melhor conto escrito por jovens e o Prémio Fundação Dr. Luís Rainha ao melhor romance, contos ou poesia sobre a Póvoa de Varzim. Ambos no valor de 1000 euros.

Acompanhe todas as novidades do 17º Correntes d’Escritas, aqui.