Perto de duas centenas de pessoas assistiram ao espetáculo
e, simultaneamente contribuíram para ajudar famílias carenciadas, sendo que o
custo de entrada era um alimento.

O grupo de Braga “Capella Bracarensis” apresentou um
concerto de música sacra de vários pontos da Europa, com melodias de Natal, e
outras de sabor profano.

O evento de cariz solidário
pretendeu, como defendeu a presidente da Delegação da Cruz Vermelha da Póvoa de
Varzim, Luísa Moreira, recolher alimentos para entregar às famílias nestes
próximos dois meses, “porque as pessoas não têm necessidades só no Natal”.
Luísa Moreira revelou ainda que todos os dias têm registado cerca de 20 novos
pedidos de ajuda, de famílias jovens, o que obriga a instituição a colocar os
voluntários na rua e a sensibilizar a população. “Ajudam muita gente com
vergonha e este gesto vai permitir que continuemos a ajudar essas famílias”,
acrescentou.

Ainda na nessa noite, a presidente
da instituição salientou o novo programa informático que vai ser posto em
prática no concelho, em colaboração com a autarquia poveira.

A este propósito, Andrea Silva,
Vereadora da Ação Social, já esclareceu que “
está esta vista um novo protocolo a
estabelecer entre a autarquia poveira e a Cruz Vermelha, a propósito de um software
desenvolvido pela Escola Superior de Educação Paula Frassinetti que faz o
cruzamento de informações de uma base de dados, permitindo evitar a duplicação
de apoios pelas instituições a famílias. Para além disso, a autarca explicou
que o programa também irá facilitar o Diagnóstico Social do Concelho, que é
elaborado de três em três anos, e passará a ter atualização diária automática. Irá,
igualmente, orientar nas estratégias de intervenção a nível do plano de ação a
desenvolver”.