Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections

Manuela Ribeiro falou das suas obras no COA

No âmbito da sua atividade, o Centro Ocupacional de Aver-o-Mar promoveu, ontem à tarde, uma sessão com a escritora Manuela Costa Ribeiro.

Notícias

Manuela Ribeiro falou das suas obras no COA

Póvoa de Varzim, 17.07.2019

No âmbito da sua atividade, o Centro Ocupacional de Aver-o-Mar promoveu, ontem à tarde, uma sessão com a escritora Manuela Costa Ribeiro.

A autora falou de duas das suas obras: Cego do Maio e o Mar e Rosa e os Feitiços do Mar.

Cego do Maio e o Mar é a nova edição de Cego do Maio: anjo da salvação, que a autora lançou em 2005, e em 2017, no âmbito das comemorações dos 200 anos do nascimento do Cego do Maio, foi publicado pela Opera Omnia, com ilustrações de Alex Gosblau.

A autora falou sobre o processo criativo da escrita e sobre os elementos cativantes da personalidade do herói poveiro que a levou a escrever sobre ele. Cego do Maio foi o Herói maior das gentes da Póvoa de Varzim.

Nascido a 8 de outubro de 1817 era um dos mais humildes entre os humildes, realizou mais de 80 salvamentos ao longo da sua vida e enfrentava o mar sempre que era preciso.

Rosa e os Feitiços do Mar foi apresentado em 2010 e Manuela Ribeiro confessou que este livro “é acima de tudo uma homenagem à minha terra e às suas pessoas”.

Trata-se de uma narrativa que tem como protagonista uma menina de seis anos, de nome Rosa, que vive uma experiência que lhe muda a vida: Cantarolava Rosa, no seu ar feliz. Sorriso de alfazema num rosto pintalgado de sardas. Cabelo ruivo, preso por duas tranças longas e finas, atadas com laços de trapos. Olhos castanhos incendiados de luz. (…) A partir desse dia, Rosa, doente, desfaleceu num mundo de apatia. Depois da experiência da surdez, são os feitiços do mar que fazem regressar o canto e o sorriso ao rosto de Rosa.

Além destes, Manuela Costa Ribeiro é autora das obras O Catitinha e O Toiro Azul.

Veja a fotogaleria desta sessão.