Na mesma cerimónia, foi ainda assinado, com a Área Metropolitana do Porto, o protocolo de adesão do município ao Acordo de extensão de dinamização do Serviço de Informação e Mediação para as Pessoas com Deficiência (SIM-PD).

O Galardão premeia a actuação do município em 2009, depois de ter ultrapassado o objectivo de eliminar 70% das barreiras arquitectónicas identificadas no Plano Integrado das Acessibilidades. Já em 2008 o Município recebeu galardão idêntico, a Bandeira de Prata da Mobilidade, por ter cumprido mais de 30% dos objectivos traçados. Estes prémios são atribuídos no âmbito da Rede Nacional de Cidades e Vilas com Mobilidades para Todos, à qual a Póvoa aderiu em 2005.

José Macedo Vieira, Presidente da Câmara Municipal, mostrou muito agrado pelo reconhecimento do trabalho que a autarquia tem feito em prol da melhoria das acessibilidades, sendo que, ultimamente, foi aperfeiçoada a zona central da cidade. “Em Portugal existem 308 municípios, e desses 80 fazem parte da Rede Nacional. Mas apenas 12 têm a Bandeira de Ouro”, congratulou-se o autarca que, lembra, de boas acessibilidades usufruem não só os cidadãos portadores de deficiência, mas também os idosos e até as famílias que deslocam as suas crianças em carrinhos de bebé.

“Em três anos recebemos três prémios”, recordou o Presidente, já que para além da Bandeira da Mobilidade, o município recebeu ainda o Prémio Cidades Limpas em 2008 e foi também reconhecido como o município da Área Metropolitana do Porto com menor taxa de toxicodependência. “Temos apostado na recuperação do espaço público e temos uma forte política social e desportiva” recordou, factores que contribuem de forma preponderante para a qualidade de vida dos poveiros. “As grandes obras estão já feitas, já fizemos o principal e estamos numa fase em que é necessário dar atenção aos detalhes”, frisou. Eliminar 100% das barreiras arquitectónicas parece ser tarefa impossível, mas o autarca avisa: “vamos procurar melhorar, o nosso objectivo é ambicioso mas vamos no caminho certo”.

Ângela Fernandes, Presidente da APPLA felicitou o município por ter ultrapassado os seus objectivos, incentivando a que se faça mais e melhor. “A Rede tem como objectivo despertar nos municípios a sensibilidade para as acessibilidades aos espaços públicos”, contou e, por isso, é com regozijo que verifica que “no país há um crescendo de sensibilidade para a questão das acessibilidades”.

protocolo sim-pd

Da esq. para a dir.: Andrea Silva, Vereadora da Acção Social da Póvoa de Varzim, Ângela Fernandes,
José Macedo Vieira, João Cottim Oliveira e Lino Ferreira, Presidente da Comissão Executiva Metropolitana

Para João Cottim Oliveira, Provedor Metropolitano dos Cidadãos com Deficiência, associar a atribuição da Bandeira de Ouro ao protocolo de adesão ao SIM- PD foi ouro sobre azul. “Hoje sinto que esta é uma cidade verdadeiramente democrática porque a Câmara Municipal içou a Bandeira de Ouro da Mobilidade, o que quer dizer que é uma cidade de todos para todos. Numa altura em que se comemora o Centenário da Implantação da República e em que os ideais democráticos estão mais presentes, a Póvoa de Varzim está de parabéns e deve continuar o seu trabalho”. 

Este protocolo estabelece que a Área Metropolitana do Porto coopera com o Município da Póvoa de Varzim na dinamização da extensão local do SIM-PD Metropolitano, um serviço informativo que faz a mediação entre pessoas deficientes com os familiares, isto é, visa facilitar o acesso à informação e aos serviços.