O autarca – que se fez acompanhar pelo Vice-Presidente, Luís Diamantino, e pela Vereadora Lucinda Delgado – foi presenteado com o Emblema de Ouro pelo apoio prestado Rancho Poveiro ao longo da sua atividade enquanto Vereador, Vice-Presidente e, atualmente, como Presidente da Câmara.

Aires Pereira considera o grupo folclórico um dos ícones do concelho e um dos responsáveis pela divulgação da música e das tradições poveiras. O edil recordou as viagens que teve a oportunidade de realizar em 2016 acompanhado pelo Rancho Poveiro e a emoção que os poveiros e seus descendentes sentem com a presença e as atuações do grupo. A etnografia da Póvoa de Varzim, marcada nos trajes, é mantida viva com os espetáculos do Rancho Poveiro.

Presente neste convívio, Armando Marques teve direito a palavras especiais por parte do Presidente da Câmara. Aires Pereira lembrou o seu contributo, não só para o êxito do Rancho Poveiro mas, essencialmente, para a cultura da Póvoa de Varzim. A longevidade do grupo – que completou 80 anos – deve-se ao trabalho, à dedicação e ao amor de todos os que dele fizeram e fazem parte.

Jacinto Sá, responsável pelo Rancho Poveiro, anunciou que o Emblema de Prata, este ano, iria para o membro do grupo José Braga. Sobre o tocador de viola, Aires Pereira contou que, quando criança, o seu pai pediu ao amigo para ensinar o seu filho a tocar. Mas, brincou o autarca, “com um ouvido tão duro como o meu, nem o José Braga foi capaz de me ensinar”.    

Veja a fotogaleria.

Recorde-se que o Município poveiro já fez questão de distinguir o Rancho Poveiro com a mais alta distinção atribuindo-lhe, em 2011, a Medalha de Reconhecimento Poveiro, grau ouro.