Para quem percorre, com o olhar atento, o litoral poveiro desde o porto de pesca até às dunas fustigadas pelos ventos na Estela, surpreenderá a riqueza e diversidade da fauna e flora aqui existente. Podemos observar ao longo das estações do ano diversas aves marinhas como as omnipresentes gaivotas de várias espécies, os irrequietos pilritos d’areia a correrem na frente das ondas em busca das pulgas do mar, o mergulho longínquo do “mascato” em busca das sardinhas. Na Primavera nas praias e dunas mais recatadas nidificam os borrelhos de coleira interrompida, enquanto podemos assistir nessa altura à migração de centenas de maçaricos galegos e fuselos demandando a tundra no extremo Norte onde nidificam.

As praias e dunas menos frequentadas pelos veraneantes cobrem-se de plantas muitas vezes com belas flores como o odorífero narciso das praias com grandes flores brancas e profundas raízes, o cardo marítimo com belas flores azuis protegidas por folhas espinhosas ou os rabos de lebre, pequenos pon-pons que ondeiam ao vento nas partes mais secas das dunas.