Limites da poesia e das palavras em discussão na 5ª mesa de debate

Limites da poesia e das palavras em discussão na 5ª mesa de debate

A manhã de hoje, penúltima nesta 8ª edição do Correntes d’Escritas, começou com a 5ª mesa de debate, sob o tema “Poesia: o limite das Palavras”.
Apresentados mais cinco livros no Correntes d'Escritas

Apresentados mais cinco livros no Correntes d'Escritas

Os dias do Correntes d´Escritas terminam sempre entre sessões de poesia e o lançamento de livros e ontem houve oportunidade de ficar a conhecer mais cinco títulos: “Abril Vermelho”, de Santiago Roncagliolo, “Damas, Ases e Valetes”, de Ana Benavente e Maria Manuel Viana, “Dr. Pasavento”, de Enrique Vila-Matas, “Enterrar os Mortos”, de Ignacio Martinez de Pisón e “Manual para Amantes Desesperados”, de Ana Paula Tavares.
Literatura como eco da realidade encerra mesas de debate

Literatura como eco da realidade encerra mesas de debate

A Literatura e actualidade foram o tema da última mesa de debate desta 8ª edição do Correntes d’Escritas. “Literatura: o eco dos dias” reuniu os últimos seis escritores com o público presente no Auditório.
Correntes d'Escritas arranca com anúncio de Prémio Literário - Poesia de Ana Luísa Amaral venceu prémio Casino da Póvoa

Correntes d'Escritas arranca com anúncio de Prémio Literário - Poesia de Ana Luísa Amaral venceu prémio Casino da Póvoa

Ana Luísa Amaral foi a grande vencedora do prémio literário Casino da Póvoa, com "A Génese do Amor".
Livros de Espanha, Brasil e Bolívia apresentados esta tarde

Livros de Espanha, Brasil e Bolívia apresentados esta tarde

Primeira escritora boliviana presente numa edição do Correntes d´Escritas Amália Decker Marquez falou, emocionada, da alegria de ver lançado em Portugal este seu "Tardes de Chuva e Chocolate", livro que, segundo ela, "podia bem ter ficado perdido nas montanhas bolivianas, não fosse o facto de estar agora traduzido em português e publicado num país europeu".
Correntes d’Escritas – programa para dia 10

Correntes d’Escritas – programa para dia 10

É chegado o último dia do Correntes d’Escritas. De facto, este evento literário que, por mais um ano, o oitavo, se pautou pelo sucesso, termina amanhã, dia 10.
Nélida Piñon e a memória feminina enchem Auditório Municipal

Nélida Piñon e a memória feminina enchem Auditório Municipal

Um auditório repleto esperou até pouco depois das três da tarde para ouvir a aguardada conferência proferida por Nélida Piñon.
Correntes d’Escritas – programa para dia 8

Correntes d’Escritas – programa para dia 8

Depois do aguardado arranque da 8ª edição do Correntes d’Escritas, que finda hoje, no Novotel Vermar com o lançamento de livros, às 22h00, e uma sessão de poesia, às 23h00, amanhã, dia 8, este encontro de escritores de expressão ibérica prossegue com outras sessões de debate, lançamentos de livros, filmes e poesia, continuando o ciclo de Letras e Cumplicidades na Póvoa de Varzim.
Novos livros apresentados esta tarde

Novos livros apresentados esta tarde

"Quarto Escuro", de Inês Leitão, e "O Regresso do Paladino", de António Sarabia foram os livros apresentados esta tarde, no decorrer da oitava edição do Correntes d´Escritas.
Correntes d’Escritas homenageia Ray-Güde Mertin

Correntes d’Escritas homenageia Ray-Güde Mertin

Ray-Güde Mertin, "uma pessoa que fez mais pela literatura portuguesa do que muitas instituições". Foi deste modo que Luís Diamantino iniciou a sessão de homenagem prestada à agente literária no primeiro dia do Correntes d’Escritas.
Mesa 6: O Risco das Palavras

Mesa 6: O Risco das Palavras

No jogo de cumplicidades da escrita com outras formas de Arte, “O Risco das Palavras”, tema da primeira mesa desta tarde do Correntes d´Escritas, remeteu, como não podia deixar de ser, os participantes para a relação da palavra com a pintura.
Correntes d'escritas dá a conhecer novos livros

Correntes d'escritas dá a conhecer novos livros

“Água na Boca”, de José Manuel Fajardo, “Da Cor dos Seus Olhos”, de Sofia Marrecas Ferreira, “Onde o Vento me levar”, de Jorge Marmelo, “Quase todas as Mulheres”, de J.J. Armas Marcelo, e “Tango”, de Elsa Osório, foram os livros apresentados ontem, no encerramento de mais um dia do Correntes d´Escritas.