Passar para o conteúdo principal

A Cerimónia Nacional das Bandeiras Azuis aconteceu ontem na Póvoa de Varzim. Centenas de pessoas viram hastear, na Praia da Lagoa, a primeira das oito Bandeiras Azuis atribuídas ao concelho em 2014.

(Saiba mais sobre as oito praias aqui)

Tendo sido a primeira vez que esta Cerimónia se realizou no Norte do País, e encarando esta escolha com orgulho e responsabilidade, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim organizou uma festa com música, brincadeiras, dança e demonstrações de segurança e oficinas ambientais ao longo de todo o dia.

Sendo assinalado também o Dia Mundial da Criança, muitas foram as atividades pensadas na diversão dos mais pequenos. Os insufláveis foram, no entanto, alvo de todas as atenções das crianças participantes.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, explicou que “até há quatro anos, as nossas praias não eram designadas, o que significa que não eram aconselhadas à prática balnear. Fruto de um conjunto de circunstâncias, ao longo dos últimos três anos fomos realizando um caminho de forma sustentada, muitas vezes não à velocidade que as pessoas gostariam, mas o objetivo era que, uma vez içada a Bandeira Azul, que ela não fosse arreada por causas que diretamente nos dizem respeito”.

O autarca lembrou que “a Bandeira Azul tem critérios muito exigentes, dos quais constam as acessibilidades, a qualidade da água, com a segurança  e tantos outros aspetos essenciais”.

“É um dia histórico para a Póvoa de Varzim. Durante décadas fomos a zona balnear de excelência do Norte de Portugal, para onde vinham turistas de Guimarães, de Chaves, de Vila Real e tantas outras cidades do interior. Queremos voltar a ser esse ponto de referência, com qualidade e com segurança”, disse Aires Pereira.

De facto, a segurança dos banhistas é, para a Câmara Municipal, uma questão essencial: “muitos dos incidentes que ocorriam tinham lugar fora da época balnear. Iniciámos, por isso, um protocolo com a Associação Os Delfins que garante a vigilância das praias durante os fins de semana e feriados até ao início oficial da época balnear e depois do seu término”.

Após o hastear da Bandeira Azul na Praia da Lagoa, Aires Pereira assinou um protocolo de colaboração com Os Delfins que garante a vigilância das duas áreas recreativas e desportivas, localizadas na Praia do Carvalhido e na Praia da Lagoa, a continuação do Projeto AquaVida (vigilância das praias desde o dia 1 de abril até depois do término da época balnear, sempre que as condições climatéricas permitam a frequência da praia. Mas este projeto é mais do que vigilância, é prevenção. A associação desloca-se a escolas do concelho efetuando campanhas de sensibilização), formação de 42 nadadores-salvadores e vigilância efetuada por sea master e mota de água.

Presentes nesta Cerimónia Nacional das Bandeiras Azuis estiveram Margarida Silva, representante da ABAE – Associação Europeia da Bandeira Azul; Pimenta Machado, Coordenador Regional da ARH Norte; Nuno Lacasta, Agência Portuguesa do Ambiente.

Consulte a fotogaleria e veja o vídeo.

Aviso: Procissão em Honra de Nossa Senhora da Saúde – alterações ao trânsito automóvel

No dia 7 de agosto, vai realizar-se, em Laúndos, a Procissão em Honra de Nossa Senhora da Saúde.

Neste sentido, a partir das 15h00 deste dia, e até ao termo da Procissão, é interdita a circulação de trânsito, de todos os veículos, nas seguintes artérias freguesia de Laúndos: Rua do Comendador Aventino Fernandes Laje, Rua do Recreio, Rua Manuel Gomes Coelho Júnior, Rua de S. Miguel, Avenida Senhora da Saúde e Rua Monsenhor Pires Quesado.