A
convite da Amnistia Internacional Portugal, o município participa da ação de
sensibilização, a 30 de novembro, procedendo à iluminação da Igreja do
Desterro, o edifício escolhido pela autarquia poveira para a simbologia desta
iniciativa, exprimindo assim a afirmação do valor da vida.

O
evento surgiu pela primeira vez em 2002, por iniciativa da Comunidade de
Sant’Egidio, sediada em Itália, para assinalar o aniversário da abolição da
pena de morte no primeiro estado europeu, o Grão-Ducado da Toscana (a Norte de
Itália) a 30 de novembro de 1786.

Desde
então, “Cidades
pela Vida – Cidades contra a Pena de Morte”
tem vindo a aumentar, todos
os anos, o número de participações ao longo do mundo. Até à data, a iniciativa
conta com a participação de 1625 cidades de 89 países, entre os quais Portugal.

Desde
2006, um total de 84 cidades portuguesas já participaram nesta iniciativa.
O crescente número de cidades aderentes à iniciativa mundial transmite a
mensagem inequívoca de que a aplicação da pena de morte deve ser abandonada e
que os portugueses estão de facto motivados para apoiar a luta pela abolição da
pena de morte e, acima de tudo, empenhados na defesa dos direitos humanos.