A Póvoa de Varzim é, assim, uma das 31 Câmaras Municipais que se dispõem a acolher nas suas estruturas os estudantes para que estes tenham um primeiro contacto com o mundo do trabalho e, em contrapartida, têm a oportunidade de identificar futuros graduados que preencham as necessidades de recursos humanos dos seus concelhos. As autarquias vão servir, igualmente, como intermediários entre os estudantes e as pequenas e médias empresas dos seus concelhos.

O Secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, presente nesta cerimónia, recordou que “hoje as universidades têm um papel ativo e decisivo no estímulo das competências” dos alunos que saem para o mercado de trabalho, sendo necessário que as instituições expandam as suas funções para lá daquilo que é o pedagógico e o científico. Miguel Cabrita lembrou o elevado nível de insegurança do mercado laboral português e, nesse sentido, sublinhou que “criar mais empregos é uma resposta necessária, mas não suficiente”, uma vez que é preciso melhorar as relações e as condições laborais.

A cerimónia decorreu ontem na reitoria da instituição portuense e contou, ainda, com as Câmaras de Arcos de Valdevez, Barcelos, Fafe, Lousada, Maia, Melgaço, Ovar, Paredes, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Trofa e Vale de Cambra. Estes concelhos juntam-se, assim, aos seus congéneres de Braga, Famalicão, Felgueiras, Gondomar, Marco de Canaveses, Matosinhos, Ponte da Barca, Porto, S. João da Madeira, Santo Tirso, Sever do Vouga, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Nova de Gaia e Vila Verde que nos últimos três meses assinaram iguais protocolos de colaboração com a Universidade do Porto.