Passar para o conteúdo principal

Em 1962, por iniciativa da Comissão Municipal de Turismo, iniciou-se o percurso das Festas de S. Pedro na Póvoa de Varzim, entretanto adoptadas como FESTAS DA CIDADE. Em menos de 40 anos, tornaram-se uma imagem de marca para a Póvoa, de tal forma que, em 1974, por deliberação da autarquia, o dia 29 de Junho passou a constituir feriado municipal.

As festividades de S. Pedro correspondem a uma semana de espectacular animação, em que toda a Póvoa sai para a rua. O momento por excelência é o da «noitada» de 28 para 29 de Junho, em que se canta, dança e comem sardinhas assadas à volta das fogueiras, num ambiente onde, rapidamente, se passa do estatuto de desconhecido a conviva cúmplice nos folguedos da noite. Os protagonistas da festa são os vários bairros da cidade que, coordenados pela Câmara Municipal, preparam os tronos e as actuações das rusgas.

As rusgas vão para a rua na noite do santo com as cores do bairro, ao compasso de música característica, trajes locais e uma multidão de adeptos a acompanhá-las na visita aos bairros vizinhos.

No dia 29, as rusgas reúnem-se no palco do Estádio do Varzim Sport Club, com a lotação sempre esgotada, para uma exibição conjunta, constituindo este um espectáculo de cor e beleza únicas.

Todos os bairros também apresentam um trono dedicado ao santo, feito no maior sigilo e quase sempre de notável concepção artística, que é motivo de “peregrinação” dos visitantes. Estes tronos são imaginados meses antes e construídos apenas na noite antes da grande “noitada”, para não serem copiados.

De grande apego ao santinho pescador, o poveiro dedica-lhe uma majestosa procissão – a Procissão dos Santos Populares – na tarde do dia 29, feriado municipal.

A procissão sai da Igreja Matriz e recolhe na Igreja da Lapa, e nela são incorporados três santos populares queridos dos poveiros – Santo António, São João e São Pedro.

No período correspondente às Festas da Cidade realizam-se inúmeras iniciativas de cariz desportivo, cultural e outros, das quais se pode destacar, pela sua graciosidade e peculiaridade, o S. Pedro da Pequenada, preparado pelas escolas do concelho, onde se pretende reproduzir, tanto nos trajes como na vivência, as verdadeiras rugas do S. Pedro poveiro.

Procissão de Nossa Senhora do Rosário: trânsito condicionado

No dia 9 de outubro, a Póvoa de Varzim recebe a procissão em honra de Nossa Senhora do Rosário.

Importando garantir adequadas condições de segurança dos arruamentos integrados no trajeto da mesma, o Município alerta a população para os condicionamentos de trânsito no dia da procissão, a partir das 16h00.

Assim, estará interdita a circulação de trânsito e o estacionamento de todos os veículos nas seguintes artérias da cidade: Rua da Igreja, Rua do Visconde, Largo Eça de Queirós, Praça do Almada, Rua Dr. Sousa Campos, Praça da República, Rua da Junqueira, Largo Dr. David Alves, Rua da Alegria, Avenida Mouzinho de Albuquerque, Largo das Dores e Rua de S. Pedro.

Noite de Fado na Fonte da Bica: alterações ao trânsito automóvel

No dia 1 de outubro, o Grupo Recreativo Estrela do Bonfim vai realizar a Noite de Fado na Fonte da Bica.

De modo a garantir as adequadas condições de segurança dos arruamentos integrados no decorrer do espetáculo, o Município alerta a população para a interdição da circulação de trânsito automóvel na Rua Fonte da Bica, entre as 21h30 e as 23h30 de amanhã.