Passar para o conteúdo principal

Póvoa de Varzim, 14.08.2009 - Hoje passam-se três anos da morte de Manuel Lopes. Para recordar o director da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto, a escritora Luísa Dacosta esteve presente no jardim da Casa Manuel Lopes à conversa com cinco dezenas de crianças.

Aires Pereira, Vice-Presidente da Câmara Municipal, explicou que “tal como Manuel Lopes pretendia, este é um espaço onde a sua memória permanecerá viva através das actividades e da animação que, principalmente as crianças, conferem a esta casa. Crianças essas que irão, provavelmente, ouvir falar de Manuel Lopes pela primeira vez hoje.” O autarca sublinhou que “tendo sido uma figura incontornável da cultura  poveira, nada melhor do que a presença da sua amiga Luísa Dacosta, para conversar com sobre livros e literatura, para homenagear Manuel Lopes no terceiro aniversário do seu desaparecimento.”

As 50 crianças presentes hoje nesta actividade, do Instituto Madre Matilde, da Casa da Criança da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Conde, do Monsenhor Pires Quesado e da Casa da Santa Maria da Estela, ouviram atentamente a História Com Recadinho contada por Luísa Dacosta. Uma bruxa loira e radiosa como o sol nasceu entre as trevas. Ao contrário de todas as outras bruxas, não gostava de praticar maldades. Após fugir e encontrar um outro mundo, a bruxinha constatou que todos tinham medo dela por causa da sua capa preta e da sua vassoura. Foi então que resolveu tornar-se invisível para poder ajudar os mais desfavorecidos sem que estes se apercebessem. No final da história, Luísa Dacosta decifrou os “recadinhos” para os mais novos: “para ajudarmos um amigo, às vezes temos que nos tornarmos invisíveis, para que ele não se aperceba que o estamos a ajudar. Não podemos estar sempre a enaltecer o que fazemos pelos outros. Esta história também lembra que não é fácil aceitarmos a novidade, pessoas que não conhecemos, principalmente se elas são diferentes do que esperamos.”

Luisa Dacosta
Luísa Dacosta

Não só as crianças se deslocaram até à Casa Manuel Lopes esta tarde. Muitos amigos estiveram presentes para recordar o antigo director da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto. Conceição Nogueira, directora do Boletim Cultural da Póvoa de Varzim, e Rui Anahory, escultor, foram dois dos amigos que recordaram Manuel Lopes nesta tarde onde se falou de amizade, livros e histórias.

Procissão de Nossa Senhora do Rosário: trânsito condicionado

No dia 9 de outubro, a Póvoa de Varzim recebe a procissão em honra de Nossa Senhora do Rosário.

Importando garantir adequadas condições de segurança dos arruamentos integrados no trajeto da mesma, o Município alerta a população para os condicionamentos de trânsito no dia da procissão, a partir das 16h00.

Assim, estará interdita a circulação de trânsito e o estacionamento de todos os veículos nas seguintes artérias da cidade: Rua da Igreja, Rua do Visconde, Largo Eça de Queirós, Praça do Almada, Rua Dr. Sousa Campos, Praça da República, Rua da Junqueira, Largo Dr. David Alves, Rua da Alegria, Avenida Mouzinho de Albuquerque, Largo das Dores e Rua de S. Pedro.

Noite de Fado na Fonte da Bica: alterações ao trânsito automóvel

No dia 1 de outubro, o Grupo Recreativo Estrela do Bonfim vai realizar a Noite de Fado na Fonte da Bica.

De modo a garantir as adequadas condições de segurança dos arruamentos integrados no decorrer do espetáculo, o Município alerta a população para a interdição da circulação de trânsito automóvel na Rua Fonte da Bica, entre as 21h30 e as 23h30 de amanhã.