Mais de uma centena de ciclistas profissionais marcaram presença na 20ª edição da prova, uma tradição não só na Póvoa de Varzim, como no país, uma vez que é a mais antiga Clássica de Portugal.

A chuva apareceu no momento exato da partida mas deu algum descanso ao longo do percurso que incluiu sete subidas ao Monte de S. Félix. O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, acompanhou toda a prova. O autarca deu a partida, na Avenida dos Banhos, torceu pelos ciclistas em Laúndos, durante as sete subidas, e assistiu à consagração do finlandês Matti Manninen, novamente na Avenida dos Banhos. O edil, antes de dar a partida, desejou sorte aos ciclistas e demonstrou o orgulho em acolher na Póvoa de Varzim uma competição com esta qualidade.

O jovem Matti Manninen acabou por vencer a Clássica da Primavera, seguido pelo inglês Sebastian Baylis e, em terceiro lugar, pelo português Rafael Silva.

1º Matti Manninen (Bliz-Merida), 3h52m07s
2º Sebastian Baylis (zappi’s), a 3m01s
3º Rafael Silva (Efapel), a 3m48s
4º Daniel Freitas (W52-FC Porto), mt
5º Luís Mendonça (Sicasal/Constantinos/UDO), mt
6º Rafael Reis (W52-FC Porto), mt
7º César Fonte (Rádio Popular-Boavista), mt
8º Luís Gomes (Liberty Seguros/Carglass), mt
9º David de la Fuente (Sporting-Tavira), mt
10º Pedro Paulinho (LA Alumínios-Antarte), mt