Perto de quatro dezenas de munícipes assistiram aos esclarecimentos por parte de Maria Helena Marques, representante do Banco de Portugal, sobre como prevenir a fraude.

Comprometido em esclarecer os cidadãos poveiros, o CIAC vem desenvolvendo ações de informação nas mais diferentes áreas para que todos estejam conscientes dos seus direitos e também deveres enquanto consumidores. A Vereadora do Pelouro do Desenvolvimento Local, Lucinda Delgado, esteve presente nesta sessão garantindo que o município irá continuar a apostar na divulgação de informação útil para os consumidores poveiros.

Sobre a fraude, o Banco de Portugal explicou que existem diferentes tipos de fraude financeira em relação aos quais os clientes bancários devem estar atentos. Com diferentes graus de sofisticação, as fraudes podem assumir as mais diversas formas, como por exemplo: apropriação de dados pessoais, por telefone ou através da internet (phishing); contactos telefónicos, por correio eletrónico ou por outros meios, com propostas de aplicação de dinheiro com remunerações muito acima da média do mercado; ofertas de crédito realizadas por particulares ou outras entidades não autorizadas a exercer a atividade; contrafação de notas e moedas; esquemas em pirâmide, em que normalmente é proposta uma aplicação inicial de dinheiro, cuja remuneração depende das aplicações que conseguir angariar no futuro junto de outras pessoas; as designadas “Cartas da Nigéria”, com propostas para transferir fundos monetários de ou para o estrangeiro, em que é solicitado um montante inicial com promessa de um elevado ganho resultante da transferência.

Aos alunos da Universidade Sénior foi também explicado que a melhor forma de se protegerem de uma possível situação de fraude é assegurarem-se que estão a contactar com uma instituição autorizada (registada no Banco de Portugal), não responderem a contactos suspeitos ou de fontes desconhecidas, solicitarem toda a informação que em cada situação entendam necessária e serem cautelosos na utilização dos seus dados pessoais, das suas contas bancárias e dos meios de pagamento.