Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Inovar no Presente,
Garantir o Futuro!

Sections

Matriz requalificada e praticamente sem carros

O mais antigo bairro da cidade vai sofrer uma transformação profunda.

Notícias

Matriz requalificada e praticamente sem carros

Póvoa de Varzim, 23.01.2019

O mais antigo bairro da cidade vai sofrer uma transformação profunda.

O assunto foi levado a Reunião de Câmara e a abertura do concurso público foi aprovada.

O Presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, informou que as intervenções vão custar cerca de dois milhões de euros obtidos através de fundos comunitários e que as obras irão ter a duração estimada de 18 meses. As intervenções vão “praticamente eliminar o tráfego automóvel e implementar uma forte presença pedonal”.

O autarca não escondeu que as intervenções vão exigir paciência aos moradores e transeuntes mas que o esforço será recompensado com uma Matriz mais bonita, mais confortável, mais moderna: “a qualidade de vida dos moradores do bairro será muito maior”. A finalidade é valorizar o centro histórico e atrair potenciais moradores, quer adquirindo ou arrendando imóveis na zona: “o mercado de arrendamento está muito vivo e as melhorias vão significar uma oportunidade para os investidores”.

Aires Pereira anunciou, ainda, que será anunciada em breve uma sessão pública para esclarecer os proprietários acerca dos financiamentos a que podem recorrer para obras quer no exterior quer no interior dos edifícios. “Não faz sentido fazer uma intervenção desta escala no espaço público e não haver recuperação dos imóveis confrontantes”.

Na reunião foram, ainda, aprovados os apoios a associações poveiras para 2019. O total de €1.635.513 correspondem a um investimento de €1.208.190 no desporto, €379.323 na ação social e €66.000 na cultura.

A Beneficente (€70.000), MAPADI (€97.440), Real Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim (€90.000), Associação de Futebol Popular (€140.000), Clube Desportivo da Póvoa (€235.000) e Varzim Sport Club (€210.000) são as instituições com o apoio financeiro mais elevado entre as 30 que integram a lista.