Quase um ano após o lançamento deste projeto, o balanço não podia ser mais positivo a nível social e ambiental – apostou-se na formação e integração profissional de pessoas desempregadas do nosso concelho através da recuperação de equipamentos elétricos e eletrónicos.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim frisou que esta é uma altura decisiva na qual nos temos de preparar para os desafios do futuro, através de uma mudança de mentalidades face ao consumismo e desperdício de recursos naturais, “fontes esgotáveis” e essenciais “para deixarmos um planeta sustentável para as próximas gerações”.

A concluir, Aires Pereira parabenizou todos os envolvidos no “Clube de Reparadores”, um projeto micro mas com um impacto macro na economia circular e na aproximação do nosso tecido empresarial a um público especialmente vulnerável e dificilmente identificável, como é o caso dos desempregados de longa duração e dos jovens NEET (not in employment education or training).

Durante esta sessão foi assegurada, também, a continuidade do projeto “Clube de Reparadores” com a assinatura do protocolo de mediação social pela Presidente da Delegação da Cruz Vermelha da Póvoa de Varzim, Luísa Tavares Moreira, e pelo representante da LIPOR, Fernando Leite.