Ricardo Silva detalhou a história da Lancha Poveira, embarcação típica da comunidade piscatória poveira, com cerca de 12 a 14 metros de comprimento, que era utilizada na captura da pescada, em alto mar. A sua tripulação podia ascender a 30/40 pessoas e uma enorme vela de pendão constituía o seu principal meio de propulsão, por vezes auxiliado por um conjunto de 10 a 14 remos.

No final da apresentação, os utentes do COA foram desafiados a construírem um exemplar da Lancha Poveira, em conjunto.

Através deste trabalho social de proximidade e em rede, consagrado no Plano Estratégico 2020-2030, o Município da Póvoa de Varzim promove o envelhecimento ativo, com o apelo à memória dos mais idosos, reforçando o sentimento de pertença à comunidade local.