Passar para o conteúdo principal
De pequenino se escreve com tino

De pequenino se escreve com tino

Póvoa de Varzim, 10.07.2009 - O livro Correntes d’ Escritas – Contos Infantis Ilustrados reúne seis escolas, seis pequenas histórias e muita imaginação.
Correntes d’Escritas em Lisboa nos dias 17 e 18

Correntes d’Escritas em Lisboa nos dias 17 e 18

Póvoa de Varzim, 16.02.2009 - No âmbito do programa paralelo do Correntes d’Escritas, decorrem, nos dias 17 e 18, duas mesas de debate em Lisboa, às 18h30.
Correntes d’Escritas: dez anos de Encontro em festa com lotação esgotada

Correntes d’Escritas: dez anos de Encontro em festa com lotação esgotada

Póvoa de Varzim, 16.02.2009 - O Correntes d’Escritas, Encontro de Escritores de Expressão Ibérica, terminou no passado sábado.
Gastão Cruz agradeceu "atenção à poesia" no encerramento do Correntes d'Escritas

Gastão Cruz agradeceu "atenção à poesia" no encerramento do Correntes d'Escritas

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - O poeta Gastão Cruz esteve hoje ao fim da tarde no encerramento da 10.ª edição do Correntes d´Escritas para receber o Prémio Literário Casino da Póvoa (no valor de 20 mil euros) atribuído ao seu livro A Moeda do Tempo.
Correntes d’Escritas – dez anos a falar a língua da escrita, entre amigos.

Correntes d’Escritas – dez anos a falar a língua da escrita, entre amigos.

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - Terminou a décima edição do Correntes d’Escritas, com a habitual entrega dos prémios literários. Mas o que é o Correntes d’Escritas, para onde vai?
Última mesa do Correntes: "A literatura é o último sentido das coisas"

Última mesa do Correntes: "A literatura é o último sentido das coisas"

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - "A literatura é o meu sentido primeiro das coisas. Entre aquilo que leio e aquilo que escrevo. Correnteza de rio pelo caminho das pedras, até ao lugar onde as águas se misturam, se confundem, se fusionam, e só depois se separam, se alargam-alagam e nos contaminam…"
Correntes d’Escritas: recordar aqueles que, mesmo partindo, estão ainda entre nós

Correntes d’Escritas: recordar aqueles que, mesmo partindo, estão ainda entre nós

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - São dez anos de Correntes d’Escritas. O momento é de festa, mas também de memória. Memória daqueles que não estando mais entre nós, fazem parte do Encontro, contribuíram, de uma forma ou de outra para o seu enriquecimento.
A literatura é o espaço do universo do escritor

A literatura é o espaço do universo do escritor

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - Bruno Serrano, Eduíno de Jesus, Luiz Antonio de Assis Brasil, Manuel Rui, Margarida Vale de Gato e Nuno Júdice juntaram-se no Auditório Municipal para a penúltima mesa de debate do Correntes d'Escritas, moderada pelo espanhol Carlos Quiroga.
Correntes d’Escritas: quantas ruas percorridas na oitava mesa de debate

Correntes d’Escritas: quantas ruas percorridas na oitava mesa de debate

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - ‘A rua faz o livro’ foi o tema da oitava mesa de debate do Correntes d’Escritas. Mas foi do milagre da Póvoa que se falou em primeiro lugar.
Correntes d’Escritas: os livros levam onde estivermos dispostos a ir

Correntes d’Escritas: os livros levam onde estivermos dispostos a ir

Póvoa de Varzim, 14.02.2009 - Seis envelopes numerados, distribuídos aleatoriamente. Foi esta a nova mecânica para o debate ‘Por onde me levam os livros’, introduzida pelo moderador Vergílio Alberto Vieira, e que causou alguma surpresa entre Antonio Orlando Rodriguez, Inês Pedrosa, Jorge Arrimar, José Mário Silva, Paula Izquierdo e Rui Costa, os participantes.
Lançados os últimos livros do 10.º Correntes d´Escritas

Lançados os últimos livros do 10.º Correntes d´Escritas

Póvoa de Varzim, 13.02.2009 - Na Casa da Juventude decorreu esta tarde a 7.ª e última sessão de apresentação de livros da 10.ª edição do Correntes d' Escritas.
Correntes d´ Escritas  - A literatura alimenta-se de evidências e de não evidências

Correntes d´ Escritas - A literatura alimenta-se de evidências e de não evidências

Póvoa de Varzim, 13.02.2009 - "É literatura tudo o que não é evidente", foi o tema que esta tarde juntou à mesma mesa, no Auditório Municipal, o espanhol Antonio Garrido e os portugueses Eugénio Lisboa (que não vinha à Póvoa de Varzim “há muitos anos”), Liberto Cruz, Manuel Gusmão e Pedro Sena-Lino. A moderar esteve o brasileiro Ivan Junqueira.